11luas

Espaço de interação sobre o Belo e o Sublime, aventuras, arte, poesia, romance e espiritualidade. Tudo é bem vindo desde que seja para compartilhar a beleza e o 'algo mais' do existir.

terça-feira, abril 27, 2010

« Antiga, mui Nobre sempre Leal e Invicta cidade».






CIDADE DO PORTO
Para os que a conhecem, simplesmente é a razão principal de Portugal ser o que é, sendo-se 'tripeiro', 'portense' ou não. Para os que desconfiam de tamanha fama, não é razão menor e menos 'portentosa', correr para conhecê-la. Sim, porque corre a vida no Porto. Como correm fartos o vinho, o queijo, o pão, o prego-no-prato, o frango no churrasco, os comboios, os passos apressados dos homens de curto prazo (gentes do 'capital' e da 'capital'). Como corre a vida em alegrias, em praças verdejantes, em conversas fiadas, de gentes giras e fixes, debaixo, por sobre, em cima e através das mileuma pontes, em passeios e rastreios e conluios e namoricos à luz d'alguma vela, d'algum clarão nas claras águas d'Douro... Passa-se 5 anos e só agora cá estou a compreender o verdadeiro significado desta palavra, tão lusitana como portuguesa: 'saudade'... Saudade deveria de ser e para mim será sempre: recordação muito carinhosa de algo, alguém, alguma coisa algures na terra da "Antiga, mui Nobre sempre Leal e Invicta cidade"...




sábado, abril 10, 2010


Atardece en la Montevideo nuestra, ciudad hermana y amiga de uruguayos, porteños, brasileiros y gentes de lejanos orientes. Igual sensación así de Paz muy casi nunca probé en mis viajes alrededor del mundo. Mientras en otras plazas, sitios y rincones los desastres suelen dar las bienvenidas a la Nueva Era, por allí, en las callejuelas de la Ciudad Antigua, en las anchas y arbolizadas avenidas con un senfín de librerías, galerías, marroquinerías y casas de cambio el tiempo sugiere estar perezoso, tranquilito a mirar los charrúas en su caminar casi durmiente sorbiendo su mate, cruzando la mirada entre las Ramblas del Río de la Plata y el bulicío de la gente animada... Recuerdos de un viaje...

"Depois de Nós" (Carlos Maltz em http://www.carlosmaltz.com.br/blog/)

Hoje os ventos do destino
Começaram a soprar
Nosso tempo de menino
Foi ficando para trás
Com a força de um moinho
Que trabalha devagar
Vai buscar o teu caminho
Nunca olha para trás

Hoje o tempo voa nas asas de um avião
Sobrevoa os campos da destruição
É um mensageiro das almas dos que virão ao mundo
Depois de nós

Hoje o céu está pesado
Vem chegando temporal
Nuvens negras do passado
Delirante flor do mal
Cometemos o pecado
De não saber perdoar
Sempre olhando para o mesmo lado
Feito estátuas de sal

Hoje o tempo escorre dos dedos da nossa mão
Ele não devolve o tempo perdido em vão
É um mensageiro das almas dos que virão ao mundo
Depois de nós

Meninos na beira da estrada escrevem mensagens com lápis de luz
Serão mensageiros divinos, com suas espadas douradas, azuis
Na terra, no alto dos montes, florestas do Norte, cidades do Sul
Meninos avistam ao longe
A estrela do menino Jesus

quarta-feira, abril 07, 2010

CATÁSTROFES ?!

Meus queridos, terremotos no Chile e Haiti, enchentes na China, India e em nosso país, sobretudo no estado do Rio de Janeiro... o ano promete... mas será que a maior de todas as tais 'catástrofes', não se passa neste exato momento no íntimo de cada um de nós? O que você tem feito de 'diferente' em prol do futuro do Planeta? Já parou para pensar nisso? Em relação ao desperdício de água e energias (eletricidade, combustíveis, gas) ... quanto à recliclagem do seu lixo pessoal e familiar... consumo de produtos orgânicos e biodegradáveis... uso de bolsas de papel ao invés das sacolas de plástico nos supermercados... no trânsito, qual a sua postura? Buzina, xinga, se revolta...? No dia a dia, pensa antes de queixar-se ou lamentar-se? Conta até 10 antes de deixar-se explodir por coisas que em 10 minutos depois, você mesmo verá que era desnecessária tamanha carga emocional? Planta um sorriso, um muito obrigado e se permite evitar conversas inúteis, estéreis e que nada agregam, ou segue comentando as tragédias, os horrores, as fofocas, os disse-que-me-disse tão sensacionalistas quanto vazios? Me responda sinceramente: você se permite fazer outra coisa na vida que não trabalhar, dormir, estudar, discutir e lamentar-se? Um futebolzinho, uma caminhada, uma ida à Igreja, um cinema, um teatro, uma balada, um jantar fora com o companheiro (a), uma tarde descontraída, um dia com amigos, com os filhos e primos, sobrinhos e agregados... você se permite isso? De catástrofes o mundo, a mídia, o ambiente está cheio. Mas sem dúvida, a maior delas está no nosso comportamento diário, está talvez dentro de nós... E me desculpem os que não se enquadram nos exemplos citados... Gostaria eu estar 15% enganado...

DESCOBRINDO O MUNDO!


PESSOAS LINDAS DO MUNDO, COMO SABEM ESTOU SOLTEIRO E SINTO QUE UM NOVO CICLO COMEÇA! ESTOU COM AQUELA SEDE DE DESCOBRIR O MUNDO! E HÁ SEMPRE NOVAS PERSPECTIVAS E HORIZONTES PARA SE (RE) DESCOBRIR. MEU MUITO OBRIGADO AOS QUE ESTIVERAM COMIGO ATÉ AGORA. NÃO OS ESQUECEREI E, SEJAM BENVINDOS TODOS VOCÊS QUE SE INCORPORARÃO ÁS FILEIRAS DO VELHO DE BARBAS AZUIS QUE VOS FALA! NOVAS TERRAS, ROMANCES, HISTÓRIAS E DRAMAS VIRÃO. E DISSO É FEITA A VIDA! COMO DISSE MEU AMIGO ALLAN KARDEC:
"NASCER, MORRER, RENASCER. PROGREDIR SEMPRE! TAL É A LEI!"
UM GRANDE SALVE!

quinta-feira, abril 01, 2010

Amore, Obrigado!


amore...
linda... princesa...
por este sorriso lindo teu...
por tudo de bom que juntos vivemos...
sempre terás lugar cativo nas minhas
melhores lembranças
e neste coração-meu que já ansiava
por galgar e voar-mergulhar-cavalgar
novos horizontes... obrigado por tudo!

FELIZ!

FELIZ ME ENCUENTRO